• IGG

Atividade física na terceira idade!

Atualizado: 19 de out. de 2020

Com frequência, temos medo de estimular o idoso a movimentar-se por receio de que ele se machuque - principalmente os indivíduos frágeis. Mas, também, sabemos que o exercício físico é saudável. Então, o que fazer? Ele é benéfico ou arriscado? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

BENÉFICO OU ARRISCADO? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em geral, muito mais benéfico. Ele previne e atenua doenças e eleva a independência do idoso, aumentando capacidade aeróbica, força, flexibilidade e equilíbrio. O risco é maior naqueles com doenças mais graves ou grande risco de queda - nesse caso, o médico deve orientar individualmente. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

QUANDO REALIZÁ-LO? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Assim que possível. Se o idoso for saudável, é possível iniciar exercício leve com progressão gradual. Se, porém, tem qualquer sintoma, portar alguma doença, já for mais velho ou apenas preferir ser avaliado, é melhor procurar o geriatra. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

COMO? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O alvo são 150 minutos semanais de atividade aeróbica moderada (como correr, cansando-se, mas conseguindo conversar), atividade resistida (como musculação) 3 vezes por semana e exercícios de flexibilidade 2 vezes por semana. Um profissional de educação física pode orientar com segurança. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O IGG estimula o exercício físico no idoso. Em caso de dúvida, procure o médico geriatra (entenda por que ter um) - e bons treinos!💪


Por IGG e Innovah


0 visualização0 comentário