top of page

E-book: Uso de esteroides anabolizantes em idosos




Os níveis de testosterona diminuem fisiologicamente com a idade. A mídia proclama que os homens entram na andropausa, assim como as mulheres entram na menopausa e, dessa forma, precisariam de testosterona para manter a saúde. No entanto, os riscos podem ser maiores que os benefícios.

Não inicie nenhum tratamento com testosterona sem que seus níveis de testosterona tenham se mostrado consistentemente baixos. Diabetes, obesidade e outras condições podem provocar reduções da testosterona e devem ser adequadamente tratados para que a testosterona melhore.


Em idosos a testosterona não aumenta a massa e a força muscular e não melhora o desempenho físico. A testosterona produz discreta melhora na função sexual e qualidade de vida de homens idosos com deficiência de testosterona.


Os outros sintomas comuns do envelhecimento, incluindo fadiga, falta de energia e redução da função física muitas vezes não melhoras com a testosterona, especialmente se as outras doenças associadas não forem tratadas.


A testosterona não está indicada para o manejo da sarcopenia – diminuição da massa e da força muscular. O tratamento da sarcopenia deve ser feito com a dieta adequada, exercícios físicos (como a musculação) e uso de whein protein e outros suplementos indicados.


Os esteroides anabolizantes não devem ser prescritos para prevenir ou tratar distúrbios de memória, comprometimento cognitivo ou demência de qualquer causa.

Em idosos sem deficiência de testosterona, os esteroides anabolizantes podem aumentar o risco de complicações cardiovasculares, neurológicas, psicológicas, do fígado e dos rins, entre outras.

Esteroides anabolizantes não produzem melhoras na capacidade funcional de pessoas idosas submetidas à reabilitação física ou neurológica.

Os esteroides anabolizantes não estão indicados para o alívio dos sintomas de menopausa, função sexual ou cognição em mulheres normais.

Os esteroides anabolizantes não são capazes de melhorar a capacidade funcional da pessoa idosa, nem de prevenir ou postergar o processo de envelhecimento. Os esteroides não são a fonte da eterna juventude ou o elixir da vida. A velhice não é uma doença que precisa desse tipo de tratamento.

Fonte: esse conteúdo foi retirado do E-book produzido pela SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) e SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e a Gerontologia)


E-book elaborado com a colaboração dos geriatras

· Eduardo Canteiro Cruz

· Marcelo Valente - @drmarcelovalente

E dos endocrinologistas

· Andréa Fioretti - @dra.andreafioretti

· Clayton Macedo - @drclaytonendocrino


16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page